Planejamento para quem quer mudar de país

Sair do Brasil para viver em outro país foi uma das escolhas mais certeiras que fiz na vida. Como tenho tido experiencias muito boas desde quando fui morar em San Francisco em 2014 e agora em 2016 em Dubai, acredito que o meu planejamento para mudar de país é um case de sucesso que posso compartilhar com todos que se interessam em ter uma experiência fora sem passar por perrengues.

Pra começar: as coisas não acontecem por milagre ou sorte na vida e sim planejamento (faço questão de reforçar essa palavra) e foco para conquistar o que se quer e depois poder desfrutar do seu sonho/objetivo tendo o mínimo de contratempos possível. Entendido? Ok, então vamos adiante.

Por que eu quero mudar de país

Para estudar inglês? Para fazer um MBA? Para conseguir um trabalho melhor? Busca mais qualidade de vida?

Acho que saber qual o seu objetivo fora do país é a primeira coisa a se definir até para não se frustrar depois. Quando fiz minha primeira mudança para o exterior, eu tinha decidido que queria aprimorar meu inglês e me preparar para uma entrevista de emprego na língua. E deu certo, um ano e meio depois de voltar da California, consegui um trabalho na minha área de atuação em Dubai e aqui estou.

Para qual país

Algumas coisas para pensar enquanto decide para qual país mudar:

  • O quão fácil é para se mudar para lá? Alguns países são mais fáceis que outros com relação à visto, distância, ofertas de trabalho.
  • Como é o clima? Você conseguiria suportar quase que o ano inteiro tendo que usar duas calças, três blusas, toca, luva e cachecol?
  • Como funciona o sistema de saúde? Importantissimo saber como as coisas funcionam não só em caso de consultas médicas, mas também como emergencias, cirurgias, etc… Seguro saúde deve entrar no orçamento.
  • Por quanto tempo?
  • Além de escolher o país, defina qual parte daquele país. Grande metrópole ou cidadezinha? Pense no estilo de vida que te faz mais feliz.

Economize dinheiro

Esse item é obvio, mas é sempre bom deixar claro. Não recomendo ninguém ir apenas com a passagem paga e dinheiro para uma semana pensando que vai se virar depois. Vi um monte de gente desesperada procurando “qualquer coisa pra fazer” nos grupos de brasileiros em São Francisco. Sair da estabilidade da sua casa para passar nervoso, angustia, ou até fome em troca de uma vivência no exterior vai ser uma escolha sua, mas eu não toparia – se é que minha opinião importa.

Qualifique-se

Pensar em qualificação abrange desde uma preparação num curso da lingua que se fala no país escolhido como certificações na sua área de trabalho. Ir morar em outro país sabendo o básico da língua com o objetivo de aprender quando chegar lá, com certeza vai te trazer muita frustração. Primeiro que você não vai conseguir ter uma vida social ou conseguir um trabalho que dê a possibilidade de ganhar mais se não conseguir se comunicar. O que vai acontecer é que você vai se juntar à um monte de brasileiros para ter com quem conversar e não vai evoluir em nada no seu propósito. Não é porque está morando  fora que você vai aprender a lingua automaticamente. Tem gente que mora 10 anos no país e continua com o básico.

Pesquise todo o tempo e o tempo todo

Depois de conhecer o país que você deseja se mudar, o próximo passo é entender tudo o que precisa para viver lá, incluindo costumes locais, línguas, religiões e leis. Fóruns, grupos no Facebook e blogs são uma boa maneira de ouvir experiências direto da fonte. No meu caso, além de pesquisar em blogs eu escrevia para as blogueiras fazendo perguntas, pedindo recomendações. Até cheguei a me encontrar com das meninas que me ajudou pelo blog. Falar com amigos que passaram pela mesma experiência também ajuda, pois você pode pegar recomendações de que bairro morar, onde comer, como funciona o transporte público. Isso te ajuda a fazer um orçamento do custo de vida no local.

Faça uma visita

Sei que essa não é uma tarefa tão fácil, mas se for possível, apenas vá antes como turista para a cidade que pensa em morar. Quando eu era mais nova meu sonho era morar em Londres, quando fiz minha eurotrip e passei pela cidade, vi aque aquilo não tinha nada a ver comigo. Sério, não gostei. Foi a cidade que menos gostei da Europa. Imagina se fecho um intercâmbio de um ano lá?

Por outro lado, vim morar em Dubai sem conhecer antes e para falar a verdade nunca imaginei que iria morar aqui e gostar. Mas vim com uma proposta boa de trabalho e nada a perder, portanto uma experiência que só tinha a somar.

Para finalizar, somos seres capazes de se adaptar a qualquer lugar e condição. Uns conseguem mais facil e outros levam mais tempo, mas todos se adaptam. Então, não tenha medo de não dar certo e boa sorte nessa jornada!

 

 

4 Replies to “Planejamento para quem quer mudar de país”

  1. Você é um case de sucesso, um exemplo maravilhoso! Admiro muito sua força e determinação! Saudades! Beijos

  2. Ah, obrigada, Tati! Ateé fiquei emocionada. To morrendo de saudade. beijos!

  3. Miga, escreveu esse post pra mim?!
    Briii!!!
    Sabe que vc é uma das pessoas que super me inspira na correria das conquistas da vida né
    Te desejo felicidade infinita!! Que nunca te falte a coragem de assumir as suas vontades e garra para arregaçar as mangas e colocarcolocar e prática.
    Vamo que vamo
    Beijos

    1. San! Quando a gente sabe e tem certeza do que quer conseguir realizar fica muito mais facil. As vezes demora um pouco mais do que queriamos, mas as vezes é melhor esperar e ter uma experiencia boa do que correr com as coisas e passar sufoco em outro país.
      Vamo que vamo!
      Beijos

Deixe uma resposta